Da Lua Nova em Capricórnio a Lua Crescente em Áries

Sua vontade se define na Lua Nova em Capricórnio (11 janeiro, 8h57) e se fortalece até a formação da Lua Crescente (18 janeiro, 00h53). Vontade, esforço, realização e a lua ganhará ainda mais impulso. Sol em Capricórnio e Lua Crescente em Áries, com MARTE EM CAPRICÓRNIO.

O regente da Lua (Marte) estará em Capricórnio em conjunção com Mercúrio, que já está no signo de Saturno. Marte recebe trígono de Júpiter, os dois planetas no elemento terra. Anime-se para expressar sua vontade através do seu esforço. Para abrir espaço para você, para mostrar habilidades, para conquistar o que quiser conquistar.

Plutão estará conjunto ao Sol. Sol a 27 graus de Capricórnio, Lua a 27 graus de Áries. Ascendente em Escorpião. Nodo Norte, Lua e Quíron em Áries. Eu sou, eu manifesto a vontade, eu demonstro esforço para atingir minhas metas de vida.

O dia pode ser excelente para negócios, trabalho, retorno financeiro e para a saúde. O Ascendente no momento da formação da Lua Crescente será Escorpião. Assertividade e força na direção escolhida.

Nodo Norte, Quíron e Lua se encontram na casa 6 na formação da Lua Crescente: saúde, vitalidade, movimento e expressão clara do desejo de viver e fazer acontecer!

“O esforço é irmão do sucesso” – Shane Koyczan

“Esforço contínuo – não exatamente força ou inteligência – é a chave para desbloquear o nosso potencial” – Winston Churchill

“Não se trata de perfeição. É uma questão de esforço. Quando você faz esse esforço todos os dias, é aí que a transformação acontece. É assim que a mudança ocorre” – J. Michaels

“A quantidade de esforço que você faz é a quantidade de resultados que você obtém” – Catherine Pulsifer

“É o esforço constante e determinado que quebra todas as resistências, varre todos os obstáculos” – Claude M. Bristol

“A satisfação está no esforço, não na conquista, o esforço total é a vitória total” – Mahatma Gandhi

“O esforço é importante, mas saber onde fazer o esforço na sua vida e no relacionamento com os outros faz toda a diferença” – Marilyn Atkinson